Os Desertos verdes e a alelopatia. Qual a relação?


Cagaita / Foto: Leonardo Milhomem

Você conhece os chamados desertos verdes? Alguns animais possuem mecanismos de defesa e ataque para se defender dos predadores ou auxiliar na predação.  As plantas também possuem mecanismos parecidos, um deles  é a Alelopatia.

A alelopatia é a capacidade que a planta tem de produzir substâncias químicas que ao entrar em contato com outras, influenciam de forma favorável ou desfavorável ao seu crescimento. Um exemplo de planta alelopática do cerrado é a Cagaita (Eugenia dysenterica).

Cagaita / Foto: Leonardo Milhomem

Essas substâncias químicas produzidas pelas plantas geram uma grande diversidade de efeitos nas plantas como inibição na germinação de sementes, crescimento paralisado, morte da planta e entre outros. Esse mecanismo dá as plantas que o possui exclusividade dos nutrientes do solo, pois ele inibe o crescimento de outras espécies.

Em outras palavras, plantas como estas inibem o crescimento ou a germinação de que outras plantas possam concorrer com elas.

Mas porque o nome deserto verde? Esse tóxico liberado por essas plantas é mais prejudicial que o próprio desmatamento, pois libera o tóxico no solo deixando ele infértil e diminuindo a biodiversidade do local.

Em ambientes naturais isso pode ser considerado comum e apenas mais  uma estratégia de sobrevivência, mas quando se faz uma monocultura com plantas alelopáticas, a situação é bem diferente. Um grande exemplo de deserto verde são as florestas de eucalipto que são extremamente prejudiciais ao solo, pois dentre outras coisas, os eucaliptos inibem o crescimento de outras plantas.

Ao escolher uma espécie para plantar temos que ter esse cuidado em conhecer um pouco mais sobre ela e se a mesma possui alelopatia, pois ao invés de reflorestar o local você pode contribuir para que diminua a biodiversidade deste local.

Clica aí !

CLICANDO EM QUALQUER ANÚNCIO DESTE SITE VOCÊ JÁ ESTÁ NOS AJUDANDO A LHE MANTER BEM INFORMADO E PRESERVAR O MEIO AMBIENTE!
Anterior Você sabe qual a importância do Cerrado?
Este é o post mais recente.

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *